Linkedin Youtube
Como me tornar MEI

Quero formalizar o meu negócio e me tornar um microempreendedor

Das vinte atividades mais comuns entre os Microempreendedores Individuais, sete são relacionadas ao setor alimentício, de acordo com um levantamento feito pelo Sebrae. Esse dado mostra a expressividade do segmento.

Entre as ocupações mais comuns estão a produção de alimentos para consumo doméstico, lanchonetes e minimercado. Costumam se tornar MEI’s, por exemplo, boleiras, salgadeiras, confeiteiros, pessoas que fabricam marmitas.

Muitos profissionais que se dedicam a essas atividades decidem se tornar um MEI pela oportunidade de legalização do negócio.  Com o CNPJ, passam a ter o direito de usufruir dos benefícios oferecidos após a formalização. Entre eles, a facilidade de adquirir produtos da Mixpan com ótimos preços e, consequentemente, ter mais lucro.

Leia também:

Missão: o cliente em primeiro lugar

E você, se encaixa nesse perfil? Tem o desejo de se formalizar, mas não sabe por onde começar? Confira as informações que vão te ajudar a dar os primeiros passos.

Como me tornar MEI
Foto: Pixabay

Como me tornar um MEI

Para se tornar um Microempreendedor Individual, o faturamento não pode ultrapassar R$ 81 mil de janeiro a dezembro. Se o negócio for formalizado ao longo do ano em curso, o faturamento deve ser proporcional a R$ 6.750 por mês.

Com o MEI, o negócio será reconhecido e terá um CNPJ. Assim, a empresa poderá cumprir as obrigações legais a um custo mais baixo. Além disso, será possível abrir uma conta empresarial e ter acesso a empréstimos facilitados. Outra vantagem é a cobertura previdenciária de benefícios como aposentadoria, auxílio doença e salário maternidade, por exemplo.

Para se tornar um Microempreendedor Individual – MEI – você pode entrar no Portal do Empreendedor e providenciar tudo por lá. O cadastro é feito gratuitamente pela internet.

Pagamento de tributos

O MEI deve pagar para o governo todos os meses o tributo de R$ 49,90 referente ao INSS. Caso atue como prestador de serviço, haverá um acréscimo de R$ 5. Se for do segmento de comércio e indústria, o acréscimo será de R$ 1.

Um MEI pode contratar empregados?

Um MEI pode contratar até um funcionário. Mas, há critérios que devem ser respeitados. É preciso seguir as normas da CLT como, por exemplo, o pagamento do piso salarial da categoria ou um salário mínimo. Esse funcionário não pode ser o cônjuge.

Invista em qualificação e mantenha o negócio em ordem

Cadastrar-se como um MEI é a porta de entrada para o empreendedorismo. Mas, tornar-se um empresário envolve desafios. E entre eles está a missão de manter o negócio saudável, rentável e em atividade.

Invista em formação e qualificação para ter segurança em lidar com a administração da rotina, compra de equipamentos e matéria-prima, gestão das operações financeiras e contábeis. Assim, terá um bom relacionamento com bancos e fornecedores e irá manter em dia o planejamento financeiro, conquistando o sucesso do negócio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

# Posts Relacionados

Trabalhe Conosco